Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade, onde poderá desactivar os mesmos.

OK
Comprar produto
recordati

Comprar

Ao selecionar continuar irá ser reencaminhado para um site de venda de produtos farmacêuticos devidamente autorizado.

Continuar

Escolha o Distrito

Escolha a loja online mais perto de si!

A alimentação e a prisão de ventre na gravidez

Em caso de prisão de ventre (obstipação), deve-se aumentar a ingestão de fibra. As fibras solúveis dos legumes, dos vegetais, da aveia, e da cevada são metabolizadas pelas bactérias do cólon e formam um gel lubrificante que incorporado no bolo fecal facilita a sua progressão.

As fibras insolúveis do trigo, do arroz, das nozes e alguns vegetais retêm água e aumentam o volume do bolo fecal que vai estimular a motilidade do intestino preso. O farelo de trigo é um bom exemplo de utilização para solucionar o problema da prisão de ventre.

É importante não esquecer que a fibra ingerida deve ser acompanhada com um aumento proporcional de ingestão de líquidos (água). Essa adição suplementar de ingestão de fibra à dieta deve ser gradual, inicialmente com uma pequena dose, e incrementada lenta e progressivamente.

No entanto, a fibra não resolve todos os casos de prisões de ventre, e até agrava alguns já existentes, uma vez que pode produzir grande quantidade de gases, o que levará a situações de desconforto e dor. É nestas situações, em que as medidas gerais e a dieta rica em fibra não conseguem os efeitos desejados, que recorremos ao uso de laxantes, e Microlax® laxante poderá ser a solução. 

 

Prisão de ventre na gravidez, o que fazer?

No final da gravidez, é comum que a mulher tenha mais problemas com a prisão de ventre e poderá utilizar um laxante para prisão de ventre, para aliviar o desconforto. 

Existem alguns microclisteres que são adequados para a gravidez pois não provocam danos ao bebé, como é o caso do citrato de sódio (laxante Microlax®).

O uso de laxante na gravidez é uma boa maneira de conseguir eliminar os gases intestinais acumulados e aliviar a prisão de ventre.

Alguns obstetras recomendam laxantes de uso oral para a obstipação. E para acelerar o processo de resolução da prisão de ventre, existem vários laxantes eficazes que ajudam o intestino preso, por forma a que a defecação seja mais suave, natural e indolor, como é o caso do Microlax®.

 

Microlax® está indicado no tratamento sintomático da obstipação rectal ou recto-sigmóideia, encopresis (excreção involuntária das fezes), obstipação durante a gravidez, obstipação associada ao parto e cirurgia (uso pré e pós-operatório) e preparação do recto e sigmóide para exames endoscópicos.

Evitar a utilização de Microlax® no caso de congestão hemorroidária, fissuras anais ou rectais e colites hemorrágicas. Medicamento não sujeito a receita médica. Ler cuidadosamente as informações constantes do acondicionamento secundário e do folheto informativo e, em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, consultar o seu médico ou farmacêutico.