Ícone de UsuárioProfissionais de Saúde

A Pneumologia é uma especialidade médica em Portugal, intrinsecamente relacionada ao combate à tuberculose. Assim sendo, o início organizado com estudo e combate a doenças pulmonares ocorreu em 1886, com a criação da primeira enfermaria para Tuberculose, no hospital da Misericórdia do Porto.1

As primeiras inscrições de Pneumologistas (outrora designados pneumotisiologistas) na Ordem dos Médicos remontam a 19401

 

O que é a Pneumologia?

A Pneumologia clínica dedica-se à prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças do sistema respiratório. São estruturas do sistema respiratório a boca nariz, laringe, traqueia e pulmão.2

 

O que trata a especialidade médica de Pneumologia?

A Pneumologia é uma especialidade que trata mais de 40 doenças respiratórias de vários tipos; crónicas ou agudas, em adultos e crianças.

As doenças respiratórias crónicas têm um impacto significativo no sistema de saúde e na sociedade, devido à elevada complexidade e elevada prevalência de doenças como: asma, doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), cancro do pulmão e síndrome de apneia do sono, bem como por outras patologias mais raras; doença intersticial pulmonar, hipertensão pulmonar e doenças órfãs, que muitas vezes requerem cuidados diferenciados.

Tendo em conta estes aspetos, a Pneumologia é atualmente uma especialidade médica sustentada em tecnologia inovadora.1

 

O que faz um Pneumologista?

Um Pneumologista é o profissional de saúde que trata questões relacionadas com a especialidade de Pneumologia. O Pneumologista atualmente, face as alterações epidemiologias e à evolução científica, tem um papel muito mais distinto do que aquele que o caracterizava no passado.

Há vinte anos atrás, o Pneumologista exercia a sua atividade de modo autónomo, dependendo apenas da sua experiência e competência. As doenças mais diagnosticadas passavam pela tuberculose, pneumonia, cancro do pulmão e doenças das vias aéreas. Atualmente, os Pneumologistas têm um quadro clínico de doenças epidemiológicas mais vasto - perturbações respiratórias do sono, infeções no hospedeiro imunocomprometido, tuberculose multiresistente, fibrose quística do adulto, hipertensão pulmonar; levando consequentemente a novos desafios.1

 

Doenças respiratórias em Portugal

É possível observar atualmente um crescimento acentuado da prevalência de doenças respiratórias no mundo, e Portugal não é exceção. Estas doenças são muitas vezes consequências de um estilo de vida menos saudável, com consumo de tabaco e drogas e, a acrescentar, poluição atmosférica, para além de outras causas.1

As doenças respiratórias mais diagnosticadas são:1

  • Doenças das vias aéreas: asma brônquica, DPOC, bronquiolites e bronquiectasias;
  • Neoplasias torácicas: cancro do pulmão, mesotelioma, timoma, etc.;
  • Perturbações respiratórias relacionadas com o sono; 
  • Doenças Infeciosas envolvendo o pulmão e a pleura: tuberculose, pneumonias, bronquiolite e gripe;
  • Doenças vasculares pulmonares; 
  • Doenças do imunocomprometido: SIDA, com envolvimento pleuropulmonar;
  • Doenças restritivas com compromisso ventilatório: doenças neuromusculares e da parede torácica, e as síndromes de hipoventilação central;
  • Traumatismos torácicos;
  • Doenças genéticas: fibrose quística, deficiência de alfa-1-antitripsina, ciliar primária; 
  • Doenças pulmonares da infância: displasia broncopulmonar.

A mortalidade global por doenças respiratórias tem vindo a aumentar de forma consistente nos últimos 20 anos, constituindo a terceira principal causa de morte1

 

O que é Asma?

A asma é uma doença respiratória, que obstrói as vias respiratórias através de um processo inflamatório crónico, que diminui a contração dos músculos brônquicos levando a uma limitação do fluxo de ar.3

 

Causas da Asma

A asma pode ser causada por diversos aspetos como:3

  • Alergias sazonais;
  • Animais;
  • Tabaco;
  • Prática de exercício físico;
  • Emoções fortes ou condições meteorológicas.

“asma” deriva do Grego ἅσθμα ou ásthm, que significa “dificuldade em respirar”3

 

Sintomas da asma

A Asma tem associados diversos sintomas característicos da doença:3

  • Respiração acelerada;
  • Dificuldade em respirar;
  • Diminuição dos níveis de oxigénio no sangue;
  • Cianose (coloração azulada principalmente a nível da língua, lábios e mucosas);
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Sinais de dificuldade respiratória extrema em que o corpo recorre ao uso dos músculos acessórios da respiração;
  • Sonolência excessiva, fadiga diurna, níveis de concentração reduzidos e, por todos estes motivos, diminuição do rendimento escolar ou da atividade laboral.

 

Doenças Respiratórias 

As doenças respiratórias são condições que afetam algumas das estruturas do sistema respiratório, como boca, nariz, laringe, traqueia e pulmão.2

Dependendo da duração dos sintomas, as doenças podem ser classificadas em:4

  1. Agudas: De início rápido e curta duração. Surgem habitualmente a partir de infeções do sistema respiratório.
     
  2. Crónicas: De início gradual e prolongam-se ao longo do tempo, durante mais de três meses.

Existem pessoas que, por causas genéticas, são diagnosticados à nascença com doenças respiratórias crónicas.

 

Sintomas aquando a existência de uma doença respiratória:4

  • Hemorragia das vias respiratórias;
  • Tosse; 
  • Anormalidades da respiração;
  • Hiperventilação;
  • Espirros;
  • Dor na garganta e no peito; 
  • Asfixia;
  • Paragem respiratória (falha cardiorrespiratória);
  • Expetoração anormal.

As doenças respiratórias têm incidência em pessoas de todas as idades, desde os mais novos aos mais velhos. Em grande parte dos casos, estas estão associadas ao estilo de vida e qualidade do ar, devido à constante exposição do organismo a agendes poluentes como o fumo de fábricas ou carros; produtos químicos como o cigarro; e também infeções por vírus, bactérias ou fungos.4-5 


161.2021

Referências:
1. Bárbara, M. C., Caetano, P., Bárbara, De Carvalho, Sofia, C., Robalo, C., Barreto, C., Centro, P., Elisabete, E. P. E., Gomes, M., Barata, F., Félix, F., Hospitalar, C., João, S., Bernardo, E. P. E. J., Cardoso, J., Ulisses, E. P. E., Pneumologia, B., & Hospitalar Do Algarve, C. (2015). Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e de Referenciação Pneumologia.
2. Respiratory System: Functions, Facts, Organs & Anatomy. (n.d.). Clevelandclinic.Org. Retrieved May 7, 2021, from https://my.clevelandclinic.org/health/articles/21205-respiratory-system
3. Branco, J., & Caires, N. (2017). Tudo o que deve saber sobre Asma. Sppneumologia. www.sppneumologia.pt/uploads/subcanais_conteudos_ficheiros/guia-asma_2017.pdf
4. WHO. (n.d.). CHRONIC RESPIRATORY DISEASES.
5. Ambient (outdoor) air pollution. (2018). WHO. www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/ambient-(outdoor)-air-quality-and-health

Ler mais

Produtos para Pneumologia

Onsudil

Onsudil®

Dispneia, obstrução vias respiratórias, Asma, Doença Pulmonar, Bronquite

ver mais

Veja outras Áreas Terapêuticas

Urologia

Saúde Mental

Reumatologia

Gastroenterologia

Doenças Cardiovasculares