Viseu acolheu as Jornadas Multidisciplinares de Saúde para Farmacêuticos Comunitários / Oficina, onde foram debatidos diversos assuntos. O objetivo foi dotar os farmacêuticos de conhecimentos sobre temas de interesse para a prática.

 

Aprofundar os conhecimentos dos farmacêuticos comunitários e de oficina foi o objetivo das Jornadas Multidisciplinares de Saúde para Farmacêuticos Comunitários / Oficina, que entre 13 e 15 de abril decorreram no Montebelo Viseu Congress Hotel. O intuito deste evento, apoiado pela Jaba Recordati, foi levar ao debate uma variedade de temas de interesse relevante para a prática diária destes profissionais do setor.

O Dr. David Marques, responsável pelo grupo de Gastrenterologia / Proctologia da Clínica CUF Belém, esclareceu a diferença entre hemorroidas e doença hemorroidária e destacou a importância dos farmacêuticos junto dos utentes com doença hemorroidária

 

Dr. David Marques | Responsável pelo grupo de Gastrenterologia / Proctologia da Clínica CUF Belém

 

De acordo com o especialista, no caso das "hemorroidas salientes" que dão mau estar e sobretudo manifestadas por dificuldade na higiene local ou perda de líquidos que podem provocar comichão local, devem ser administrados venetrópicos, por via oral, como por via tópica, e no caso não recomenda a utilização de corticoides. Quando se trata de uma "situação aguda e dolorosa", também existe indicação para a toma de venetrópicos, mas poderá será necessária a administração de analgésicos e anti-inflamatórios. De acordo com o especialista, a decisão da toma de antibióticos está a cargo do médico. 

Na sessão sobre "Doença Hemorroidária", o Dr. David Marques explicou a diferença entre hemorroidas e doença hemorroidáría. Segundo o especialista, as hemorroidas são estruturas fisiológicas, com um «papel fundamental no local onde se encontram», que protegem o doente de infeções e do "risco de algum grau de incontinência". 

 


O intuito deste evento, apoiado pela Jaba Recordati, foi levar ao debate uma variedade de temas de interesse relevante para a prática diária destes profissionais do setor.


 

Ejaculação Precoce

Para que haja um controlo assegurado aos doentes que sofrem de ejaculação precoce, o Dr. José Santos evidenciou o papel das farmácias como intermediário importante para o encaminhamento correto do doente numa primeira linha de abordagem.

Em entrevista ao Farmacêutico News, o diretor clínico do Instituto da Próstata e Incontinência Urinária refere que existiam vários fármacos e técnicas para o controlo da ejaculação precoce, nomeadamente terapêuticas tópicas, como as mais clássicas, como por exemplo antidepressivos ou inibidores da recaptação da serotonina mas que, ou não tinham sido concebidos para este efeito implicando uma toma contínua, pouco prática e muitas horas antes da relação, ou o fármaco já concebido para este problema mas que tinha pouca eficácia ou efeitos secundários importantes, esclarece o especialista. 

Com a utilização do um novo fármaco eficaz, de fácil utilização e aparentemente com poucos efeitos secundários, o Dr. José acredita que, os farmacêuticos estão numa "primeira linha de abordagem" para estes doentes, que enfrentam várias «barreiras» para a procura de ajuda médica, evidenciando que por várias razões, como a falta de preparação dos médicos ou a dificuldade dos doentes falarem com os seus médicos de família para depois serem reencaminhados para um especialista, os doentes recorrem por vezes a recursos que não são os corretos. 

De acordo com o especialista, a farmácia constitui um "acesso fácil" para estes doentes, que, muitas vezes, não estão preparados para "tratar e abordar as nuances várias deste problema». 

 

Identificar Casos "Ocultos" com Défice de Vitamina D

Para o especialista Dr. Viriato Horta, da Clínica Europa, a vitamina D é considerada um nutriente importante por abranger vários fatores que ajudam a atingir uma vida mais saudável quando é tido em níveis corretos no organismo. 

Este palestrante alerta para a existência de casos "ocultos" na sociedade, de pessoas que, sendo saudáveis, jovens e ativas, apresentam um défice de vitamina D, um problema que afeta várias pessoas. 
Nos casos de gravidez, o especialista explica que a Vitamina D "não é uma novidade, é uma necessidade", é bastante importante para a redução de vários problemas para a mãe, como a redução do número de casos de cesariana, o número de casos de hipertensão, e por isso, pode ser considerado como um "protetor", que se inclui numa série de nutrientes importantes, mas que abrange vários setores.

De acordo com o especialista em Medicina Geral e Familiar, os grupos que têm tendência para apresentarem um défice desde nutriente por não apanharem sol suficiente durante o ano para produzir a sua própria vitamina D são normalmente as pessoas mais idosas que por estarem em lares ou dentro de casa não recebem a vitamina D, os jovens que cada vez mais brincam menos na rua e não se expõem ao sol, como também as pessoas obesas, que o especialista considera ser um grupo muito importante de rastrear. 

Na opinião do Dr. Viriato Horta, os farmacêuticos, e todos os profissionais de saúde que contactam o público, devem identificar estes casos. Por outro lado, o Dr. Viriato Horta considera que o papel dos farmacêuticos passa por
"identificar as pessoas que, por se saber que estão num determinado grupo, têm um risco elevado de ter deficiência de vitamina D".

 

Qual a Importância do Lactobacillus Reuteri?

A lactobacillus reuteri foi o probiótico discutido na sessão da Dr.a Fernanda Maçoas, da Cliniform Saúde, que destaca a sua importância no tratamento das complicações intestinais, devendo ser corretamente aplicado.

De acordo com a especialista, este probiótico não é tido como um fármaco, mas sim como um suplemento e, por isso, é necessário que seja bem aplicado para que não hajam complicações. 

Neste sentido, sublinha a importância de ser bem aplicado, tendo em conta que pode ser "manipulado por profissionais de saúde". 

No que diz respeito ao evento, a Dr.a Fernanda Maçoas fala num encontro que manifesta a "multidisciplinaridade" destes profissionais.

 


No que diz respeito ao evento, a Dr.a Fernanda Maçoas fala num encontro que manifesta a "multidisciplinaridade" destes profissionais.


 

Fonte: Farmacêutico News | 01-07-2018