O Prémio Internacional de Pesquisa Científica Arrigo Recordati anunciou a abertura de candidaturas para a sua 9ª edição. O Prémio Internacional de Pesquisa Científica foi criado em 2000, em memória do empresário farmacêutico italiano Arrigo Recordati, de forma a continuar seu legado e a inspirar pesquisadores a fazer descobertas importantes no campo das doenças cardiovasculares e beneficiando pessoas em todo o mundo.

 

Arrigo Recordati, que faleceu prematuramente em 1999, acreditava firmemente no poder da pesquisa para impulsionar o desenvolvimento da indústria farmacêutica e fornecer produtos benéficos para a saúde pública e bem-estar individual.

Nos últimos dez anos, a Recordati tornou o campo das Doenças Raras uma prioridade de saúde e aumentou o seu compromisso mundial através das suas subsidiárias Orphan Europe e Recordati Rare Diseases para pesquisar, desenvolver e comercializar uma série de tratamentos para doenças órfãs. «De forma a refletir o nosso compromisso, decidimos que a edição de 2019 do Prémio Internacional de Pesquisas Científicas Arrigo Recordati se dedicasse à promoção e reconhecimento da excelência na pesquisa sobre o tratamento de doenças órfãs. O projeto vencedor receberá uma bolsa de pesquisa de 100.000 euros», declarou o Presidente Alberto Recordati.

Os projetos internacionais no domínio do tratamento de doenças raras/órfãos em todas as áreas terapêuticas (exceto oncologia, hematologia e imunologia) são elegíveis para candidatura desde que a doença em questão tenha uma prevalência não superior a 1 em 2000.

O Prémio Arrigo Recordati de 2019 está aberto a pesquisadores de todas as nacionalidades que não estejam diretamente ligados a empresas farmacêuticas ou de dispositivos médicos.

As inscrições serão analisadas por um painel independente de especialistas reconhecidos internacionalmente que estiveram na vanguarda da liderança ao longo das suas carreiras na área de Doenças Raras.

 

Comité de Revisão de 2019

O Comité de Revisão da 9ª Edição do Prémio Arrigo Recordati é presidido pelo Professor Robert J. Desnick, MD e Ph.D, em Medicina Genética e Genómica, Professor e Presidente do Departamento Emérito de Genética e Ciências Genómicas, Escola de Medicina Mount Sinai, Nova York, EUA.Os outros membros do Júri são: Professor Francesco Emma MD, Diretor da Divisão de Nefrologia Pediátrica, Chefe do Departamento de Subespecialidades Pediátricas, Hospital Infantil IRCCS Bambino Gesù, Roma, Itália e Professor Norio Sakai, MD, Ph.D., Laboratório de Saúde Infantil e Ciências Genéticas, Divisão de Ciências da Saúde, Faculdade de Medicina da Universidade de Osaka, Osaka, Japão.

O procedimento de nomeações seguirá uma abordagem de seleção em duas etapas: o prazo para a pré-seleção será a 15 de dezembro de 2018 e as inscrições completas devem ser enviadas até o dia 30 de abril de 2019..

Os critérios de elegibilidade e exclusão do Prémio 2019 poderão ser encontrados em:  www.recordati.it/prize.recordati.it

Todos os membros do Comité de Avaliação avaliarão e selecionarão o projeto vencedor de acordo com os critérios de Premiação pré-especificados, a qualidade da pesquisa e o impacto terapêutico dos resultados.

O projeto vencedor será anunciado durante uma cerimónia de premiação, que se realizará no Congresso da Sociedade para o Estudo dos Erros Inatos do Metabolismo - (2019 SSIEM, Roterdão, de 2 a 6 de setembro de 2019).

O Prémio Arrigo Recordati 2019 será atribuído de acordo com o reconhecimento dos projetos de pesquisa em curso, para os quais os resultados preliminares, nomeadamente a prova de conceito e a prova de princípio, já foram garantidos.

Embora a Recordati reconheça o valor da pesquisa fundamental destinada a desvendar a fisiopatologia / etiologia da doença, os projetos de doenças órfãs que não fazem uso (ou avaliam o potencial) de um tratamento experimental para uma doença rara, não são elegíveis para o Prémio.

Se o tratamento experimental é baseado em um tratamento preexistente, o projeto só é elegível se o tratamento considerado estiver sendo reaproveitado em outra indicação ou se sua formulação/administração tiver mudado substancialmente de para melhorar a qualidade do tratamento, a conformidade, a eficácia, segurança, ou qualquer outro benefício adicional do paciente.

Projetos referentes a medicamentos e dispositivos médicos são elegíveis para o Prémio, desde que a doença tratada seja rara.

 

Recordati, um grupo moderno e dinâmico

Recordati é um grupo farmacêutico internacional dedicado à pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de produtos farmacêuticos. A Recordati está cotada na Bolsa de Valores Italiana desde 1984, é sediada em Milão e possui uma equipa de mais de 4.100 pessoas. A Recordati cresceu constantemente desde 1926 graças à qualidade de seus produtos e à implementação de uma política de internacionalização decisiva por meio de uma estratégia focada de aquisições e acordos de licenciamento.

A Recordati produz e promove medicamentos inovadores em todo o mundo, incluindo produtos para terapias de cuidados primários e tratamentos para doenças raras. Além da comercialização de especialidades geradas pela sua pesquisa original, o grupo Recordati é o parceiro europeu das principais empresas farmacêuticas internacionais.

Com subsidiárias nos principais países europeus, EUA, Canadá, alguns países da América Latina, no Japão e nas regiões da Ásia-Pacífico, Rússia e a Comunidade de Estados Independentes, Turquia e Tunísia, a Recordati continua a fortalecer sua presença geográfica.

A Recordati reforça constantemente a sua oferta terapêutica através do desenvolvimento do seu pipeline de produtos com foco em doenças raras, principalmente tratamentos para deficiências metabólicas de natureza genética. O Grupo opera em todo o mundo num mercado altamente especializado, com um significativo potencial de crescimento através das suas dedicadas subsidiárias Orphan Europe e Recordati Rare Diseases nos E.U.A.

 

Para mais informações:

www.recordati.it

prize.recordati.it

 

Contactos:

email: recordatiprize2019@recordati.com

 

IPSIS

Mafalda Santos | mafalda.santos@ipsis.pt | Vanda Rosário | vanda.rosario@ipsis.pt

Telefone: 916 356 841 | 91 930 05 50


 

Fonte: Postgraduate Medicine Online | 17-09-2018