+351 21 432 95 00




O QUE É TERBINAFINA JABA MG E PARA QUE É UTILIZADO

- Terbinafina Jaba MG 250 mg comprimidos

- Terbinafina Jaba MG 10 mg/g Creme

 

Terbinafina Jaba MG 250 mg Comprimidos tem como composição por comprimido 250 mg de Terbinafina, sob a forma de cloridrato. A sua forma farmacêutica é a de comprimidos.

Existe também a comercialização de Terbinafina Jaba MG sob a forma de creme (Terbinafina Jaba MG 10 mg/g Creme).

Terbinafina Jaba MG 250 mg está indicado nas seguintes indicações terapêuticas: infeções fúngicas da pele, para o tratamento de tinea corporis, tinea cruris e tinea pedis, nos casos em que a terapêutica oral é geralmente considerada adequada atendendo ao local, gravidade ou extensão da infeção; e onicomicoses (infeções fúngicas das unhas) causadas por fungos dermatófitos. Nomeadamente:


- Tratamento de infeções fúngicas da pele causadas por dermatófitos tais como Trichophyton (ex: T. rubrum, T. mentagrophytes, T. verrucosum, T. violaceum), Microsporum canis e Epidermophyton floccosum;
- Tratamento de infeções da pele devidas a leveduras, principalmente as causadas pelo género Candida (ex: Candida albicans);
- Tratamento da Pitiríase (tinea) versicolor causada por Pityrosporum orbiculare (também designado Malassezia furfur);
Nota: A Terbinafina administrada oralmente não é eficaz na Pityriasis versicolor

 

PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS – FARMACODINÂMICAS:

Grupo farmacoterapêutico: 1.2. Antifúngicos Código ATC: D01BA02 
A Terbinafina é um antifúngico oral que pertence ao grupo das alilaminas e que possui um largo espetro de atividade contra patogéneos fúngicos da pele e unhas, incluindo dermatófitos como Trichophyton rubrum, Trichophyton mentagrophytes, Trichophyton verrucosum, Trichophyton tonsurans, Trichophyton violaceum, Microsporum (por exemplo, M. canis), Epidermophyton floccosum e Pityrosporum.

Em baixas concentrações a Terbinafina é fungicida contra dermatófitos, fungos filamentosos e certos fungos dimórficos.

A sua atividade sobre as leveduras é fungicida ou fungistática, dependendo das espécies.

A Terbinafina interfere de uma forma específica com uma das primeiras etapas da biossíntese dos esteroídes fúngicos.

Esta ação conduz a uma deficiência em ergosterol e a uma acumulação intracelular de esqualeno com efeito letal para o fungo.

A ação da Terbinafina deve-se à inibição da enzima esqualeno epoxidase localizada ao nível da membrana celular das células fúngicas.

A enzima esqualeno epoxidase não está ligada ao sistema do citocromo P-450. A Terbinafina não interfere com o metabolismo hormonal ou de outros fármacos.

Quando administrado por via oral o fármaco concentra-se na pele, cabelo e unhas em níveis aos quais corresponde uma ação fungicida. 

Terbinafina Jaba MG creme tem um rápido início de ação e pode ser eficaz com um tratamento de curta duração. 

 

PROPRIEDADES FARMACOCINÉTICAS:

Uma dose única de 250 mg de Terbinafina Jaba MG (comprimidos) origina um pico plasmático com uma concentração de 0,97 mg/ml, duas horas após a administração.

A semi-vida de absorção é de 0,8 horas e a semi-vida de distribuição é de 4,6 horas. A biodisponibilidade da Terbinafina é moderadamente afetada pelos alimentos embora não o suficiente para requerer um ajustamento posológico.

A Terbinafina liga-se fortemente às proteínas plasmáticas (99 %). Difunde-se rapidamente através da derme e concentra-se no estrato córneo de natureza lipofílica.

A Terbinafina é também excretada no sebo, o que lhe permite alcançar concentrações elevadas nos folículos pilosos, cabelo e pele rica em sebo. Há também provas de que a Terbinafina é distribuída ao leite ungueal no decurso das primeiras semanas de tratamento.

A Terbinafina é metabolizada rápida e extensamente por, no mínimo, sete isoenzimas CYP, com maiores contribuições dos CYP2C9, CYP1A2, CYP3A4, CYP2C8 e CYP2C19.

A biotransformação origina metabolitos sem atividade antifúngica, os quais são excretados principalmente na urina. A semi-vida de eliminação é de 17 horas.

Não há qualquer evidência de acumulação.

Não foram observadas alterações nas concentrações plasmáticas de Terbinafina no estado estacionário, relacionadas com a idade, mas a velocidade de eliminação pode encontrar-se reduzida em doentes com insuficiência renal ou hepática, resultando em níveis sanguíneos de Terbinafina mais elevados.

Estudos farmacocinéticos de dose única em doentes com doença hepática pré- existente mostraram que a depuração da Terbinafina pode estar reduzida em cerca de 50 %. 

No Homem, após a aplicação tópica, a absorção é inferior a 5% da dose; a exposição sistémica é assim muito reduzida.

Após 7 dias de utilização de Terbinafina Jaba MG creme, registam-se concentrações de terbinafina superiores às necessárias para atividade fungicida no estrato córneo afetado, durante pelo menos 7 dias após a cessação do tratamento.

 

Posologia e modo de administração 

A duração do tratamento varia de acordo com a indicação e a gravidade da infeção.