+351 21 432 95 00




O QUE É A CETIRIZINA JABA MG E PARA QUE É UTILIZADA

A Cetirizina Jaba MG pertence à categoria farmacoterapêutica 10.1.2. Anti-histamínicos H1 não sedativos. 

As indicações terapêuticas de  Cetirizina Jaba MG são, em particular, a prevenção e o tratamento sintomático da rinite alérgica sazonal ou perene, da conjuntivite alérgica e da asma polínica, bem como o tratamento do prurido ou o tratamento de fundo da urticária crónica

 

Posologia e modo de administração de Cetirizina Jaba MG

A posologia deverá ser determinada pelo médico. 

 

PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS DE CETIRIZINA JABA MG

Propriedades farmacodinâmicas: Grupo fármaco-terapêutico: 10.1.2. Anti-histamínicos H1 não sedativos. Código ATC: R06A E07 - Cetirizina.  

A cetirizina, um metabolito humano da hidroxizina, é um antagonista potente e seletivo dos recetores H1 periféricos.

Estudos de ligação aos recetores in vitro mostraram não haver afinidade mensurável para outros recetores. Testes in vivo realizados em murganhos mostraram que a cetirizina, administrada por via sistémica, não ocupa significativamente os recetores H1 cerebrais.

Adicionalmente ao seu efeito anti-H1, a cetirizina demonstrou atividades antialérgicas: numa dose de 10 mg, uma ou duas vezes por dia, inibe o recrutamento tardio de células inflamatórias, nomeadamente eosinófilos, na pele e na conjuntiva de indivíduos atópicos, submetidos a estimulação antigénica, e na dose de 30 mg/dia inibe o influxo de eosinófilos no líquido de lavagem bronco-alveolar, em indivíduos asmáticos.

Além disto, a cetirizina inibe a reação inflamatória tardia, induzida em doentes com urticária crónica, pela administração intradérmica de calicreína.

Também infraregula a expressão de moléculas de adesão celular, tais como as ICAM-1 e VCAM-1, as quais são marcadores da inflamação alérgica. 

Na dose recomendada, a cetirizina demonstrou melhorar a qualidade de vida em doentes com rinite alérgica sazonal ou peranual. 

 

 

PROPRIEDADES FARMACOCINÉTICAS DE CETIRIZINA JABA MG

A cetirizina exibe cinética linear entre os 5 e 60 mg. A semi-vida terminal foi de aproximadamente 10 horas e o volume de distribuição aparente foi de 0,50 l/kg.

Não foi observada acumulação de cetirizina após administração de doses diárias de 10 mg, durante 10 dias.

A concentração plasmática máxima no estado de equilíbrio foi de aproximadamente 300 ng/ml, sendo alcançada no espaço de 1,0 ± 0,5 h. A ligação da cetirizina às proteínas plasmáticas é de 93 ± 0,3 %.

A cetirizina não modifica a ligação da varfarina às proteínas. A cetirizina não sofre efeito de primeira passagem extenso.

Cerca de dois terços da dose são excretados inalterados na urina. A distribuição dos parâmetros farmacocinéticos, tais como a concentração plasmática máxima e a área sob a curva, é unimodal, em voluntários humanos, e não foram observadas diferenças na cinética da cetirizina entre adultos, brancos e negros, do sexo masculino.

A extensão da absorção da cetirizina não é reduzida pela administração de alimentos, apesar da velocidade de absorção diminuir.

A extensão da biodisponibilidade é semelhante quando a cetirizina é administrada na forma de solução oral ou de comprimidos.

 

Populações especiais

Idosos, Crianças, Doentes com insuficiência renal, Doentes com insuficiência hepática.